domingo, 22 de junho de 2008

Porque, quando levantei os olhos

vi este "quadro" de Magritte, e pensei que tinha de o partilhar convosco...

12 comentários:

Luísa disse...

Ainda bem que partilhou, Cristina. Estava a fazer-me falta essa sensação de espaço e essa suave harmonia de formas e cores. :-)

Cristina Ribeiro disse...

Luísa, estava envolvida na leitura, levantei os olhos e pensei: "não há dúvida, a Natureza é a maior das Musas dos pintores" :)

mike disse...

Quando levantou os olhos e partilhou o quadro connosco despertou inveja, foi o que foi. Bolas! (risos)

Cristina Ribeiro disse...

O que o Mike faz daquelas vezes em que nos fala da sua África :)

mike disse...

Ora Cristina, mas a menina levanta os olhos todos os dias e pumba... tomem lá um Magritte se querem ver... (risos)

Cristina Ribeiro disse...

Com um céu como o vosso, Mike, basta olharem para ver Magritte(s) em todo o lado. Nós é que temos a mania de que "santos da casa não fazem milagres" :)

mike disse...

Pois não Cristina, vê-se...
Fazem Magrittes! :)

O Réprobo disse...

Muito arbusto e pouca nuvem no céu! Está fabulosa, Cristina. A leitura não Lhe desviou um milímetro a acuidad, heim?
Beijo

Cristina Ribeiro disse...

É o bom de termos sempre uma câmara ao pé de nós, para fixarmos estas belezuras...
Beijo, Paulo

ana v. disse...

Blue and green, never to be seen? Quem disse isso não conhecia o Minho, Cristina! Belo Magritte.

Cristina Ribeiro disse...

Mas o Mike "vê" Boteros em tudo quanto é sítio, e até ouve as señoritas dizerem entre si que anseiam pela chegada dos marujos :)

Cristina Ribeiro disse...

E tudo indica, Ana, que amanhã vai estar um tempo propício ao visionamento de muitos Magrittes :)