sábado, 28 de junho de 2008

Na Escócia,

Luísa, tive muitos dias quentes; a excepção foi mesmo na fronteira com a Inglaterra, já muito perto do Condado de Cumbria, onde se situa a região de Lake District.
Mas o de maior calor, a pedir mesmo o uso do leque, foi em Perth, no dia em que fui visitar o castelo de Scone, onde eram coroados os reis da Escócia.
Ao lado desse pequeno sino encontra-se aquela que penso ser a réplica da pedra sobre a qual foi coroado Robert the Bruce, e todos os que lhe sucederam no trono ( penso ter visto a original na abadia de Westminster, e que actualmente ela é utilizada na coroação do soberano do Reino Unido).

10 comentários:

mike disse...

Há muito tempo que não via tantas senhoras a reclamar do calor. Até na Escócia... já sei porque terei que ir para a Austrália sem arranjar sócios para virar frangos. :)
p.s. - gosto das fotos, Cristina.

Cristina Ribeiro disse...

É que dou-me mesmo mal com demasiado calor, Mike. E para mim demasiado é já quando passa dos vinte e nove graus. Mas há-de arranjar sócios para emigrar para a Austrália (continuo a não gostar da ideia :) ), sim senhor:há tanta gente que se dá bem com ele...

Obrigada, Mike :)

fugidia disse...

Querida Cristina,
ainda hoje falava disso: fui à Escócia com uma amiga grávida da minha mais velha (dois meses).
Foi uma viagem fantástica, inesquecível, pela paisagem, pelas gentes, pelos monumentos, pelos enjoos (risos)
Beijinhos :-)

fugidia disse...

P. S. Por favor, inserir uma vírgula: (...) com uma amiga, grávida (...)
(eu é que estava grávida :-p e fui até à Escócia com uma amiga)
:-)))

ana v. disse...

Já eu tenho a experiência contrária da Escócia: não me lembro de ter tido tanto frio como em Edimburgo, em nenhum outro sítio do mundo onde tenha estado. Pensei que me caía o nariz... mas é muito bonita, isso é.
:)

Cristina Ribeiro disse...

Fugidia, também gostei muito dessa viagem, por todos esses motivos (menos os enjoos :) ), mas gostei mais ainda do Norte de Inglaterra.
Beijinho

Cristina Ribeiro disse...

Gostei muito de Edimburgo,Ana, uma cidade que contém dentro dela duas cidades distintas, mas de uma convivência tão harmoniosa...
Mas tive a grande sorte de encontrar um clima muitíssimo aprazível:vinte e cinco graus? Assim com esse frio todo... :)

ana v. disse...

Além do frio extremo, há outra memória de Edimburgo que nunca mais vou esquecer: a chegada à cidade, completamente envolta em nevoeiro cerrado, com a única excepção do castelo, lá no alto, literalmente "plantado" nas nuvens e iluminado em cheio por uma aberta de sol que só incidia nele. Um autêntico castelo de conto de fadas, como eu os imaginava em criança. Lindo.

Luísa disse...

E eu, de Edimburgo, lembro-me sobretudo das destilarias. ;-D
P.S.: Na altura, trabalhava na empresa produtora dos melhores «whiskies» do mundo!

fugidia disse...

Eu fui visitar uma (destilaria) :-p
Foi espectacular (risos)
:-)))