sábado, 14 de junho de 2008

Claro que a Penha,



porque é obra da Natureza, continua assim:
muita penedia, mas muito luxuriante.

10 comentários:

O Réprobo disse...

Se é! Aqui é que o Verde com clareiras maravilha, não é em certas camisolas...
Mas cala-te boca, cala-te boca...
Beijo

Cristina Ribeiro disse...

Acho melhor, Paulo, acho melhor :)
Beijo

Nuno Castelo-Branco disse...

Parece muito bonito, mas desconfio que no inverno deve ser UM GELO!

cristina ribeiro disse...

Imagino que sim, Nuno :)

Luísa disse...

Querida Cristina, eu diria mesmo mais: acho melhor, Paulo, acho melhor! :-D
A penha fica assim um pouco desbravada aos nossos olhos. É um local – concluímos – a não perder.

fugidia disse...

Tem toda a razão, Rép... hã... pois... o verde... lindo...
;-)

fugidia disse...

(p. s. saio de fininho, abafando os risos...)

Cristina Ribeiro disse...

Querida Luísa, não perca mesmo, até porque daqui a pouco vou pôr umas fotografias que só mostram um bocadinho do que por cá a Luísa pode encontrar para perpetuar artisticamente com a sua máquina fotográfica...

ana v. disse...

Parece Sintra...

Cristina Ribeiro disse...

:) A Ana lembrou-me agora um comentário que fiz no «Corta-fitas», quando o Pedro Correia falou em Sintra: que a Penha era um bocado parecida, e que tem aquela estrada que também é um "mistério" :)