quinta-feira, 10 de julho de 2008

Sei que o calendário



protesta estarmos já nos meados do Verão; mas então o céu deveria espelhar um luar magnificente e estar cheiinho de estrelas; mas não- está assim, como breu.
Há pouco, ao descer a Falperra, ainda vislumbrei a lua, na fase crescente, mas agora nada!
E são as noites mornas aquilo de que mais gosto no Verão.Tive mesmo de vestir um casaco, de algodão fino, é certo, mas não é normal que assim seja. E para amanhã prevê-se ainda pior.
Já é Verão, mesmo?

7 comentários:

Luísa disse...

Minha querida Cristina, não queira mais Verão do que o que já temos. Por aqui, derrete-se.
;-)
P.S.: Mas não sou contrária à sugestão das noites mornas, contanto que se roube o calor necessário aos dias.

O Réprobo disse...

Abençoada Luísa que já tudo disse!
Acabo de chegar do supermercado, onde uma Senhora se queixava do frio. E eu, que destilava, pouco me faltou para rosnar. Penso que o olhar foi suficientemente assassino, ela calou-se.
Mas o Minho é outra loiça.
Beijo

Cristina Ribeiro disse...

Realmente, não me vou queixar, até porque hoje não se verificaram as previsões de chuva, e eu prefiro um tempo mais fresquito a um tempo de derreter- mas também não precisa exagerar né ); gosto das noites estreladas e de luar...

Cristina Ribeiro disse...

Hoje sim, Paulo. Esteve dia para 25, 25 graus, o que me apraz.
Beijo

Cristina Ribeiro disse...

Errata: 25/26 graus...

mike disse...

É Verão sim, Cristina. Mas não leve à letra a Luísa (desculpe a insolência Luísa) que não se derrete por aqui... :)

Cristina Ribeiro disse...

Para mim, Mike, tudo que for acima dos vinte oito graus, já faz derreter :)