segunda-feira, 21 de julho de 2008

Na fronteira com a Escócia, também,

mas no Nordeste da Inglaterra, fui encontrar, num dia com nuvens a ameaçarem chuva, a cidade de Durham, capital do Condado do mesmo nome.
Cidade pequena, cheia de pontos de visita obrigatória. Destes guardei, acima de tantos outros, dois: o Castelo e a Catedral normandos, ambos implantados em cenário de beleza transbordante.
Ambos classificados de Património Mundial, mas quer a visão, quer a visita posterior da Catedral foram-me mais impressivas. Interior e claustro belíssimos, colunatas memoráveis, vitrais que, sem serem tão afamados como os da de York, porque menos luminosos, talvez, possuem uma beleza discreta.
Nela chamou-me logo a atenção um túmulo, que se destacava de todos os outros: do Venerável Bede-alguém importante, decerto...
Soube então ter sido um monge beneditino, do século VII, no antigo reino da Nortúmbria, expoente de erudição, à época, tendo alcançado a auréola de sábio em várias áreas do saber: da literatura à história, da música à filosofia...
A sua virtuosidade era tal, que, no século XIX, o Papa Leão XIII o confirmou Doutor da Igreja Católica.

Caía uma chuva miudinha quando me dirigi para o Castelo, também ele grandioso...

8 comentários:

ana v. disse...

A Escócia é uma região linda. Não conheço Durham, deve ser muito bonito também.
A chuva miudinha é que é quase uma constante, infelizmente. Mas também é por causa dela que tudo é tão verde por lá... :)

Júlia Moura Lopes disse...

adorava ir à Escócia, desde menina...

Cristina Ribeiro disse...

Durham, Ana, é uma daquelas jóias paisagísticas e monumentais que não se esquecem.
Na Escócia, mesmo, tive muita sorte com o tempo; chuviscou na Inglaterra-mas estive lá no Verão :)
Se puder, gostaria de repetir essa viagem...

Cristina Ribeiro disse...

É muito bonita, Júlia.Andar de barco nos muitos lagos...

mike disse...

De fazer inveja. Pelo menos a mim, que não conheço a Escócia. :)
Mas da próxima vez que lá voltar, leve a Luísa... (risos).
Gostei de ler, Cristina. :)

Cristina Ribeiro disse...

Quando lá voltar,Mike, vamos todos e prometo que desta vez a Nessie- o monstro do Loch Ness- não me escapa à objectiva fotográfica :)
Pronto, peço à Luísa para tirar as fotografias :)

fugidia disse...

Cristina, fui à Escócia com uma amiga, grávida de 2 meses da minha mais velha (já la vão 12 anos)
Não queira saber a loucura: desejos de maçãs, enjoos e, claro, o Monstro... piscou-me o olho (risos)

Adorei e quero voltar! Posso ir na excursão? :-)

Cristina Ribeiro disse...

Claro, Fugidia! Temos de encher o barco que atravessa o lago Lomond :)